VAGAS.COM.BR

Síndrome do impostor: quais são os impactos na carreira?

O nome mais comum desse conjunto de sentimentos de que estamos tratando é síndrome da impostora, assim mesmo, no feminino.

E não é por acaso. Especialistas afirmam que essa síndrome afeta muito mais mulheres do homens no mercado de trabalho. Possivelmente, em consequência da histórica discriminação que as mulheres sofrem nas empresas, com salários mais baixo, menor representatividade em cargos de chefia.  

Vale lembrar que, no Brasil, apenas 7% dos cargos de presidência em empresas são ocupados por mulheres. Além disso, o estudo International Business Report (IBR) – Women in Business 2019, realizado pela Grant Thornton, a proporção de mulheres que ocupam cargos de liderança no país caiu 4% em 2019, totalizando 25% das líderes corporativas.Os dados estão no documento Você Não É Uma Farsa: Entenda Como A Síndrome Da Impostora Afeta Mulheres No Mercado De Trabalho, do IPOG (Instituto de Pós Graduação e Graduação). 

Confira a notícia completa