ESTADÃO

Como recuperação judicial da Latam abala investimentos no setor aéreo

Na terça-feira (26), a companhia aérea Latam Airlines entrou com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos. As afiliadas no Brasil, na Argentina e no Paraguai, no entanto, não entraram no pacote.

Para Hugo Luna, sócio líder de transação e reestruturação da Grant Thornton, o investidor precisa ter cautela antes de pensar em comprar ou vender as ações da companhia aérea. “O impacto no longo prazo vai depender de como o plano de recuperação será estruturado”, explicou.

Confira a notícia completa →