Artigo

Cinco dicas para investir em novas tecnologias de negócios

Como todos nós mudamos para soluções de trabalho ágeis e remotas e novas formas de fazer negócios, precisamos investir em novas tecnologias, mas como decidir qual das muitas ferramentas de negócios disponíveis é a certa para o seu negócio?

Conforme começamos a nos adaptar à rotina diante da pandemia e à necessidade de lockdowns globalmente, muitas organizações consideram o impacto em sua estratégia de tecnologia, incluindo:

  • grande aceleração no trabalho remoto
  • mudanças no modelo operacional do próprio negócio
  • estratégias revisadas para clientes e produtos
  • pressão na redução de custos.

Todos esses fatores sem dúvida impulsionarão um foco renovado em como as organizações podem usar a tecnologia no futuro. Os CFO’s (Chief Financial Officer) e FD’s (Finance Directors) têm uma grande oportunidade agora de garantir que a estratégia de tecnologia futura de sua organização tenha foco suficiente em suas próprias demandas também.

Novas soluções para desafios antigos

Os sistemas modernos de planejamento de recursos empresariais (ERP) prometem melhorar a eficiência nas funções de suporte. A automação de tarefas de rotina pode ajudar a liberar as equipes financeiras para atividades de maior valor e, também, tornar as empresas mais resistentes ao tipo de turbulência que resulta na falta de acesso físico a escritórios e documentos em papel.

A inteligência artificial pode ser aplicada para fornecer insights para informar a tomada de decisões estratégicas, o que pode ser ainda mais importante agora com tanta incerteza e tantas decisões a serem tomadas. As tecnologias de ponta prometem ainda mais oportunidades.

Por onde começar com a nova tecnologia

Simultaneamente, porém, os líderes financeiros acham difícil priorizar os esforços digitais. Compreender a diferença entre as tecnologias e soluções do mercado e decidir investir pode trazer certa insegurança.

Como identificar quando a automação de processos robóticos (RPA) seria a resposta, em vez de código baixo ou novo software ERP, por exemplo? Descobrir como escolher as opções de tecnologia certas, ou mesmo se elas precisam ser combinadas, é ainda mais difícil.

Tondin_whats.jpegMarcos Tondin, sócio de Tecnologia da Grant Thornton Brasil, ressalta que muitas empresas brasileiras enfrentaram grandes desafios com a pandemia para tornar suas soluções aptas a serem acessadas de diferentes lugares, promover conectividade, segurança e respostas ágeis em suas operações. “Estas questões podem se tornar fundamentais para definir quais tecnologias são apropriadas ao negócio”, afirma.

Estas cinco dicas podem auxiliar no novo cenário tecnológico com maior confiança:
1. Comece com o problema, não com a solução

É fácil sentir-se atraído por novas soluções brilhantes e novas ferramentas chamativas, mas seu primeiro foco deve ser o problema que você deseja resolver.

Você deseja melhorar o planejamento de recursos em toda a empresa ou simplesmente substituir uma contabilidade geral sem suporte? Você precisa incorporar análises de decisão rápidas e ágeis ou simplesmente concluir o fechamento do mês mais rápido?

Definir o problema e avaliar o valor agregado ao resolvê-lo permite que você defina um orçamento apropriado e estabeleça um caso sólido para investimento.

2. Obtenha os fundamentos certos

As soluções de análise de dados baseadas em IA superam a tecnologia que mantém os processos do dia a dia funcionando. No entanto, para implantar as tecnologias mais recentes com sucesso, as bases certas precisam estar no local. Isso significa que você precisa de todas as etapas de seus processos para gerar dados de alta qualidade.

A partir daqui, é possível aplicar soluções mais direcionadas que incorporam RPA, machine learning ou inteligência artificial, por exemplo. Só então poderá considerar tecnologias de ponta, construindo sobre uma base sólida.

3. Combine ambições de tecnologia com objetivos de negócios

A tecnologia é um facilitador para todo o negócio, portanto, o investimento em tecnologia precisa apoiar os objetivos de negócios nos mesmos horizontes.

Quais são as metas de curto, médio e longo prazo da empresa? Seu investimento planejado está alinhado com isso? Desenvolver seus planos para refletir ambições corporativas mais amplas transforma seu investimento em tecnologia no programa de negócios que deveria ser e torna mais provável que obtenha apoio do que encontre resistência.

4. A tecnologia não é a solução completa

A tecnologia não resolve tudo. Soluções focadas que oferecem ganhos rápidos são úteis para construir a confiança organizacional no potencial da tecnologia, mas a longo prazo, você precisa de um plano maior.

A função de finanças do futuro também deve considerar outros facilitadores, como pessoas e processos. Conforme você planeja com antecedência, é importante investir nas pessoas que podem fazer as novas soluções digitais funcionarem e nos processos que as novas tecnologias oferecem. Prepare uma resposta holística para o problema que deseja resolver.

5. Resista ao impulso do autodiagnóstico

A velocidade de desenvolvimento torna um desafio até mesmo para especialistas em tecnologia manter o ritmo. Para profissionais de finanças sênior, que normalmente não têm nenhum treinamento formal em tecnologia, é ainda mais difícil.

Analisar problemas e selecionar soluções sem a opinião de um especialista é como diagnosticar e prescrever para um problema de saúde grave sem suporte médico profissional. Use especialistas para guiá-lo ao seu destino com mais rapidez e menos riscos.

Por: Simon Davidson, diretor da Grant Thornton UK

 

Como a Grant Thornton pode auxiliar na estratégia tecnológica da sua empresa? 

Conte com os nossos especialistas para obter mais informações e orientações sobre as soluções mais adequadas para o seu negócio. 

Entre em contato conosco