Em pleno ano marcado pela crise causada pela pandemia de Covid-19, as mulheres brasileiras conquistaram mais 5% dos cargos de alto escalão nas empresas de médio porte e passam a representar 39% dos executivos no país.

Com isso, o Brasil salta da oitava para a terceira posição no ranking elaborado pelo International Business Report da Grant Thornton, empatado com a Índia e atrás apenas das Filipinas, com 48%, e África do Sul, com 43%, que registram índice muito acima da média global de 31%.

Para Élica Martins, sócia da Grant Thornton Brasil, a pesquisa mostra uma clara ascensão das mulheres em cargos de direção nas empresas brasileiras. “O melhor é que esse aumento da participação das mulheres em postos de comando vem ocorrendo de forma voluntária, pois não está atrelado a cotas ou a obrigações legais, como aconteceu em alguns países. É um fato muito representativo e que ganha maior importância no Brasil”, ressalta.

Confira a notícia completa