Artigo

Valuation: supere desafios e crie oportunidades aos investidores

Mercados mundiais, bancos centrais, governos e cidadãos em quase todas as economias do mundo estão enfrentando a crise financeira provocada pela pandemia da Covid-19. A perda de confiança do investidor e a incerteza significativa em relação ao futuro registraram grandes desinvestimentos, baixas avaliações e intervenções econômicas sem precedentes. A COVID-19 tornou a perspectiva de uma recessão global muito real.

Nesse clima econômico, os executivos de fundos, empresas e outros investidores precisam ter uma atenção mais cuidadosa a suas avaliações no curto prazo.

O cenário atual também fornecerá oportunidades para investidores que desejam olhar além da crise atual e apreciar os fundamentos de valor das empresas-alvo em uma economia mais estabilizada.  

Identificamos abaixo as principais considerações ao realizar a avaliação dos negócios em meio à pandemia, por meio de duas abordagens:

Abordagem de Mercado

Enfrentar os desafios apresentados pelo atual ambiente econômico é crítico ao se empreender uma abordagem de mercado significativa.  As principais considerações de avaliação para essa abordagem incluem:

  1. Dados e estatísticas comparáveis da empresa: dado o clima econômico predominante, estabelecer uma amostra de empresas comparáveis apropriada pode ser um desafio. A empresa em questão pode diferir das empresas comparáveis em termos de ofertas de negócios, porte, alavancagem, país, entre outros. É importante entender essas diferenças e como elas podem impactar no valor.
  2. Múltiplos atuais: os múltiplos de avaliação de mercado são normalmente calculados por meio do valor de mercado atual comparado a uma métrica financeira histórica (ex: EBITDA ou Receita do último ano fiscal) que não refletirá os impactos da crise atual.
  3. Múltiplos prospectivos: os princípios de avaliação, juntamente com as evidências empíricas, indicam que os múltiplos devem ser baseados na lucratividade prevista, em oposição ao desempenho histórico, sempre que possível. Os analistas ainda não revisaram as expectativas de lucros futuros com base na nova realidade econômica e, portanto, os múltiplos de avaliação futura podem não ser totalmente significativos. 

É importante entender como a empresa em questão e cada uma das comparáveis pode ser impactada e os múltiplos de avaliação devem ser considerados caso a caso.

Abordagem de Renda

A Abordagem de Renda pode ser a análise mais significativa em uma análise de avaliação. No entanto, ela não está livre de desafios, especialmente onde ocorrem disrupções econômicas e comerciais significativas.

  1. Determinando fluxos de caixa: os fluxos de caixa de longo prazo devem ser estimados com base nos fluxos de caixa esperados ou ponderado pela probabilidade, levando em consideração aquilo que é conhecido na data da avaliação. Neste momento de incertezas é importante entender as novas perspectivas macroeconômicas futuras, os drivers que impactam a composição de receitas, custos, despesas e capital de giro, e velocidade de recuperação da economia e do segmento de atuação da empresa avaliada.
    Os reflexos de eventuais impactos cambiais, renegociações com fornecedores e prestadores de serviços, acordos, redução de jornada de trabalho, incentivos fiscais, inadimplência, empréstimos e financiamentos, postergação de investimentos, entre outros deve ser refletido nas projeções de fluxo de caixa futuro.
  1. Derivação e aplicação da taxa de desconto: as taxas de desconto são um dos principais fatores da Abordagem de Renda. Cuidados especiais devem ser tomados na correspondência adequada das taxas de desconto aos riscos inerentes a qualquer informação prospectiva, assim como o risco de desempenho deve refletir-se, de preferência, na previsão do fluxo de caixa, em vez de adicionar um prêmio de risco específico da empresa à taxa de desconto. Embora as taxas livres de risco tenham caído, isso é compensado por um aumento nos prêmios de Mercado e outros inputs como betas, spread de taxas de juros e outras medidas de risco.

Reconciliação entre abordagens

É importante entender os principais fatores em cada conclusão de uma avaliação, utilizando as abordagens descritas acima e não simplesmente confiar em fórmulas matemáticas.  Cada input em uma avaliação deve ser avaliado para identificar a causa de quaisquer diferenças. Em determinados casos, pode ser apropriado reavaliar o múltiplo de mercado empregado, considerar as diferenças entre múltiplos prospectivos em contraste com múltiplos históricos e/ou refletir se o EBITDA é indicativo de um nível de desempenho recorrente real. Em uma Abordagem de Renda, uma reavaliação das taxas de crescimento, margens, cálculos de valores terminais e taxas de desconto garantirá que você esteja adequadamente alinhado.

 

Como podemos auxiliar e atender as necessidades específicas do seu negócio? 

A equipe de Valuation da Grant Thornton está explorando ativamente soluções e está disponível para auxiliar a sua empresa nesse momento de incerteza.

Entre em contato conosco