Gateway Cities

Osaka: uma cidade histórica que está construindo o futuro

Historicamente marcada pelo comércio exterior e pelo empreendedorismo, Osaka oferece capacidades de nível mundial e uma cultura comercial altamente atraente.

Takagi Osaka round2.png

Uma grande cidade portuária, reconhecida como o centro comercial na ilha japonesa de Honshu, Osaka é ideal para empresas que estão buscando se expandir para a região. Chegou a ser o centro político, econômico e cultural do Japão, afirma Isamu Takagi, sócio sênior da Grant Thornton Taiyo LLC no Japão, e foi a primeira capital do Japão durante o século XVI.

“A cidade e a região de Kansai têm uma cultura peculiar que preserva o melhor do Japão antigo ao mesmo tempo em que atrai investidores e empreendedores estrangeiros”, explica Takagi.

De acordo com o executivo, Osaka foi construída por comerciantes e reconhecida como o centro da produção agrícola e do comércio no Japão durante séculos. Hoje, seus pontos fortes vêm sendo sua localização e infraestrutura logística, desde o porto até o Aeroporto de Kansai.

A avançada rede de transportes de Osaka fornece excelente acesso não somente ao resto do Japão – de trem-bala, Tóquio fica a duas horas de distância – mas também às cidades da Ásia e de todo o mundo, declara Takagi.

Mas, o sócio ressalta que a região de Kansai, que inclui as cidades de Kobe e Kyoto, sozinha já apresenta uma oportunidade fantástica para empresas que querem se instalar no Japão. Em tamanho, é um mercado equivalente a uma grande economia ocidental, como a Holanda, por exemplo.

O poder das pessoas

“Osaka é, acima de tudo, sobre pessoas: além de gentis e acolhedoras com empresas e investidores, seu nível de especialização é altíssimo, já que as escolas e universidades da região estão entre as melhores do mundo”, comenta Takagi.

A área desenvolveu importantes capacidades industriais em setores tais como engenharia de precisão, eletrônica e produtos farmacêuticos: “São inúmeras as empresas de renome internacional que surgiram em Osaka, como Panasonic, Sharp e Suntory”.

Uma notícia ainda melhor para empresas que consideram se instalar na área, diz Takagi, é que em Osaka os custos costumam ser mais baixos do que em Tóquio. “Ser capaz de manter custos fixos, tais como aluguel, preço dos imóveis e custos de mão-de-obra, em níveis reduzidos contribui enormemente para o sucesso contínuo de uma empresa”, explica ele.

“Em Osaka, as empresas conseguem economizar cerca de 30% em aluguel de espaços comerciais e de 15% em mão-de-obra, comparado com Tóquio. Vale mencionar que os empregadores podem ter dificuldade de recrutar pessoal de alta qualidade na capital por conta do custo de vida exorbitante”.

Novos incentivos comerciais

Nos últimos anos, as autoridades de Osaka intensificaram seus esforços para atrair empresas internacionais. O governo municipal oferece subsídios visando incentivar inovações que contribuam para a geração de novas empresas.

“Empresas recém-estabelecidas nas áreas designadas da cidade de Osaka e que atuam em áreas inovadoras, como energia alternativa e life sciences, podem pleitear redução da carga tributária municipal de até 100% nos primeiros 5 anos e de 50% nos anos seguintes”, explica Takagi.

Há diversas organizações públicas, tais como a Invest Osaka, que trabalham com investidores e empresas estrangeiras, ajudando-os a localizar imóveis ou estabelecer parceiras com entidades locais.

Hub econômico – com potencial olímpico

Osaka está em posição de se beneficiar do interesse gerado pelos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio, e da Expo 2025, que será realizada em Osaka no futuro mais distante.

“Tradicionalmente, Osaka tem sido considerada hub econômico do Japão”, afirma Takagi. “E, para as empresas internacionais, graças à cultura local, à infraestrutura e ao acesso regional, essa realidade se aplica mais a hoje do que a qualquer época do passado”.

A localização, o espírito empreendedor e a abertura de Osaka fazem da cidade a porta de entrada ideal para empresas que estão buscando se expandir para o Japão e outros mercados asiáticos.

Para saber mais sobre como estabelecer sua empresa na região, entre em contato com a Grant Thornton Japão.

Osaka | Fast Facts

Localização: Área central do Japão, região de Kansai

Fuso horário: Horário Padrão do Japão GMT +0900

População: 20 milhões na Grande Osaka (incluindo Kobe)

PIB: US$610,7 bilhões (2016) [1]

Pontos fortes: Indústria eletrônica, engenharia e de produtos farmacêuticos

Setores de crescimento: Life sciences, energia alternativa

Acesso regional: Tóquio - 2h30m, de trem-bala, 1h10m de avião; Seul - 1h45m; Pequim e Hong Kong - 3h30m; Singapura - 6h.