Gateway Cities

Nairóbi: oportunidades de crescimento em saúde e tecnologias limpas

Nairóbi tem um apelo gigantesco a negócios internacionais graças à sua história como centro comercial, sua localização e sua abordagem progressiva e empreendedora.

Kunal Ajmera.png

“Talvez a chave do sucesso passado e atual de Nairóbi como centro regional seja o alcance geográfico que pode oferecer. Nós conectamos altos volumes de comércio internacional a países sem acesso ao mar, como Uganda, Ruanda, Burundi e até o Congo por causa do acesso que temos ao porto queniano de Mombasa”, diz Kunal Ajmera, diretor de operações da Grant Thornton Kenya.

O executivo explica que, desde o final da década de 1980, Nairóbi se tornou também um centro de aviação para estas economias, assim como para boa parte da África Subsaariana. Temos fácil acesso à Europa e Ásia – de fato, índia e China são dois dos nossos maiores parceiros comerciais. E há muita atividade marítima comercial entre Mombasa e Dubai, por exemplo.”

Mais do que uma boa localização

Sua posição geográfica como um ponto intermediário natural no continente e uma porta de entrada para a África oriental não é a única razão para empresas considerarem a cidade como uma base africana, acrescenta Ajmera.

“Nairóbi e Quênia no geral têm uma economia razoavelmente aberta, certamente em comparação com muitos de nossos vizinhos. Há poucas restrições governamentais para estabelecer novos negócios em qualquer setor.” Ele diz que o índice de facilidade para fazer negócios do Banco Mundial mostra o Quênia subindo continuamente nos últimos anos.

“O Quênia também ostenta uma das moedas mais estáveis da África. Enquanto países como África do Sul, Nigéria, Tanzânia e muitas das maiores economias têm sofrido desvalorizações em relação ao dólar, o shilling queniano permaneceu razoavelmente estável nos últimos três ou quatro anos.”

Como resultado, Ajmera diz, uma série de multinacionais conhecidas agora tem bases em Nairóbi. Estas incluem Coca-Cola, Mastercard, IBM e Microsoft. “Também temos visto um influxo enorme de investimento chinês pela África, e empresas chinesas têm feito muito mais negócios em Nairóbi. Estes são principalmente em projetos de infraestrutura em grande escala, como a nova linha ferroviária ligando a cidade ao porto em Mombasa.”

Crescimento em renováveis e saúde

O setor de energia renovável é uma das partes de crescimento mais rápido da economia queniana, com altos níveis de investimento passando por Nairóbi. De acordo com Ajmera, a tecnologia limpa é a grande novidade agora. “Nós temos luz solar em abundância aqui, e há muito potencial para energia hidroelétrica e geotérmica. E um de nossos clientes, Lake Turkana Wind Power, é o maior parque eólico da África”, aponta.

Outro setor que tem despertado interesse nos últimos anos pela região é o de saúde. “Há uma série de empresas de participação privada e multinacionais que estão adquirindo hospitais existentes ou se estabelecendo em locais desocupados”, diz Ajmera. “Sistema de saúde universal é um objetivo de desenvolvimento prioritário para o governo. Muitas pessoas viajam a Nairóbi vindas de toda a África oriental devido à disponibilidade de estrutura de serviços de saúde de classe internacional.”

Investidores estrangeiros também se beneficiarão da mão de obra qualificada local. “Em diversos países vizinhos, pode ser muito difícil encontrar talentos seniores em nível local. Parte do motivo de o Quênia apresentar um desempenho melhor deve-se às ligações históricas do país com o Reino Unido e com a população que fala inglês, acesso a escolas internacionais, e a experiência dos profissionais quenianos em viagens internacionais, nos EUA ou Europa em particular”.

Uma população conhecedora de tecnologia e com boa conectividade digital faz com que Nairóbi e o mercado queniano sejam usados como área de testes para empresas de tecnologia que buscam entrar na África.

Para empresas que estão buscando mudar para Nairóbi, Ajmera acrescenta, a Kenya Investment Authority é uma excelente organização de apoio que pode auxiliar com planejamento local, imigração e formação de empresas.

Acesso à África oriental e ao restante do continente

“Nairóbi é uma cidade dinâmica e empreendedora”, afirma Ajmera. “Há uma grande comunidade expatriada aqui. Isto torna a cidade muito cosmopolita e vibrante. Combinado com as habilidades locais e a abertura da economia queniana, este é o lugar ideal para conseguir um ponto de apoio na África.”

O ambiente cosmopolita e bem conectado de negócios de Nairóbi faz dela a porta de entrada ideal para empresas que querem se expandir tanto para a África oriental quanto Subsaariana.

Para saber mais sobre como estabelecer sua empresa aqui, entre em contato com a Grant Thornton Quênia.

Nairóbi | Fast Facts

Localização: Quênia, África oriental

Fuso horário: Horário da África oriental, GMT + 03:00

População: 4,3 milhões na área metropolitana

PIB: US$16,8 bi[1]

Principais setores: Manufatura, logística, turismo, agricultura

Setores em crescimento: Automotivo, tecnologia, energia renovável, saúde, educação

Acesso regional: Kampala, Uganda, está a 503 km de distância e 1 hora e 15 minutos de vôo. Dar es Salaam, Tanzânia, está a 673 km de distância e 1 hora e 30 minutos de vôo. Johanesburgo, África do Sul, está a 2.927 km de distância e 4 horas e 10 minutos de vôo. Cairo, Egito, está a 3.534 km de distância e 4 horas e 45 minutos de vôo; Dubai, EAU, está a 3.561 km de distância e 5 horas de vôo; Mumbai, Índia, está a 45.40 km de distância e 6 horas e 15 minutos de vôo.