Autoridades do Federal Reserve começam a mostrar divisão sobre quando seria necessário começar a retirar o enorme estímulo monetário, o que causa nervosismo entre alguns investidores, que lembram da turbulência causada por medida semelhante em 2013.

“O Fed precisa esclarecer sua posição ou corre o risco de um ‘taper tantrum’, desnecessariamente”, disse Diane Swonk, economista-chefe da Grant Thornton, em Chicago, em referência ao termo sobre a reação do mercado com a retirada dos estímulos.

Confira a notícia completa