Reunimos esforços para auxiliar no gerenciamento dos impactos da Covid-19 nos negócios. Saiba mais.

IRPF 2021

Como declarar auxílio e benefício emergenciais

Diante da pandemia de Covid-19, o Governo Federal sancionou lei para conferir Auxílio Emergencial e Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda com a finalidade de reduzir o impacto social durante o momento instável que vivemos.

Observados os requisitos que obrigam o contribuinte a apresentar a Declaração de Imposto de Renda à Receita Federal, ambos proventos devem ser reportados como rendimento. 

Confira na orientação abaixo como realizar essa declaração:

Auxílio Emergencial

  1. Baixe o programa “Imposto de Renda 2021”, disponibilizado pela Receita Federal

  2. Abra a ficha “Rendimentos tributáveis recebidos de pessoas jurídicas”

  3. Clique em “Novo” e preencha: 

    a. CPF/CNPJ da fonte pagadora > 05.526.783/0003-27;

    b. Nome da fonte pagadora > Auxílio Emergencial Covid-19;
    c. Rendimentos recebidos de pessoa jurídica > insira o valor recebido;
    d. Clique em “OK” no canto direito.

 

Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda

  1. Baixe o programa “Imposto de Renda 2021”, disponibilizado pela Receita Federal
  2. Abra a ficha “Rendimentos tributáveis recebidos de pessoas jurídicas”

  3. Clique em “Novo”e preencha:

    a. CPF/CNPJ da fonte pagadora > 00.394.460/0572-59;

    b. Nome da fonte pagadora > Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda;
    c. Rendimentos recebidos de pessoa jurídica > insira o valor recebido;
    d. Clique em “OK” no canto direito.


Reporte dos benefícios concedios pelo empregador

A lei do benefício possibilitou ao empregador que pagasse sob a natureza de rendimento isento uma ajuda compensatória mensal, a fim de complementar a renda do trabalhador. Seu reporte deve ser feito da seguinte maneira:

  1. Abra a ficha “Rendimentos isentos e não tributáveis”

  2. Clique em “Novo” e selecione o item “26- Outros”, em seguida, preencha: 

    a. CPF/CNPJ da fonte pagadora > CNPJ do seu empregador;

    b. Nome da fonte pagadora > nome do empregador
    c. Descrição > Ajuda Compensatória;
    d. Valor > montante recebido.

Por fim, neste link é possível obter o valor recebido a título de Benefício Emergencial. 

  1. Clicar em Beneficio Emergencial
  2. Acessar 'Meus Benefícios'
  3. Clicar no ícone “olho” > detalhar

No final constam as parcelas pagas pelo Governo.

 

Dúvidas sobre como realizar a sua Declaração de Imposto de Renda?

Nossos profissionais especializados estão à disposição para auxiliar em matérias fiscais, trabalhistas e previdenciárias.

Entre em contato conosco

QUER RECEBER NOSSOS TAX ALERTS EM SEU E-MAIL?