INSIGHTS

ISSB emite consultas sobre duas normas de divulgação de sustentabilidade

By:
insight featured image
O International Sustainability Standards Board (ISSB) emitiu sua primeira consulta sobre duas propostas de normas de divulgação de sustentabilidade. A primeira estabelece os requisitos gerais de divulgação relacionados à sustentabilidade e a segunda especifica os requisitos de divulgação relacionadas ao clima.

O ISSB, que foi estabelecido pela IFRS Foundation em novembro de 2021 no evento COP26 em Glasgow, divulgou as seguintes minutas de normas (Exposure Drafts - EDs):

  • IFRS S1 General Requirements for Disclosure of Sustainability-related Financial Information
  • IFRS S2 Climate-related Disclosures

Os dois EDs são baseados nas recomendações da Task Force on Climate-Related Financial Disclosures (TCFD) e também incluem requisitos de divulgação baseados no Sustainability Accounting Standards Board (SASB). As propostas se baseiam nos protótipos que foram preparados no ano passado pelo grupo de trabalho do ISSB, denominado de Technical Readiness Working Group (TRWG), e atendem a solicitações dos líderes do G20, da International Organization of Securities Commission (IOSCO) e de investidores por informações aprimoradas de empresas sobre temas relacionados à sustentabilidade.

Nesta fase, o ISSB está procurando simplificar o cenário de relatórios de sustentabilidade, reunindo o trabalho do TCFD, Integrated Reporting, SASB, Climate Disclosure Standards Board (CDSB) e do Fórum Econômico Mundial em duas propostas de normas coerentes e abrangentes.

A construção de um padrão global reduzirá a necessidade das entidades prepararem relatórios diferentes para atender aos requerimentos de diferentes jurisdições. Quando as normas do ISSB são usadas ​​como base para divulgações por jurisdições, os preparadores ganhariam eficiência adicionando divulgações àquelas exigidas pelo ISSB, em vez de preparar dois conjuntos de informações totalmente distintos, permitindo-lhes atender às necessidades mais amplas de informações das partes interessadas.

O ED IFRS S1 estabelece os requisitos gerais para a divulgação de informações financeiras relacionadas à sustentabilidade, abordando todos os seus riscos e oportunidades significativas, a fim de fornecer ao mercado um conjunto completo de divulgações financeiras relacionadas à sustentabilidade. A norma proposta também fornece orientação sobre como identificar e desenvolver divulgações apropriadas sobre riscos e oportunidades relacionados à sustentabilidade que não foram abordados por uma Norma de Divulgação de Sustentabilidade do IFRS, usando os tópicos de divulgação das normas SASB e a orientação de aplicação da estrutura do CDSB para divulgações relacionadas à água e à biodiversidade.

A ED IFRS S2 estabelece os requisitos específicos para a identificação, mensuração e divulgação de informações financeiras relacionadas ao clima.

O ISSB forneceu um período de comentários de 120 dias, que termina em 29 de julho de 2022.

Insights Grant Thornton

O lançamento dessas duas propostas de normas de divulgação de sustentabilidade permitirá que os preparadores forneçam uma base global abrangente de divulgações de sustentabilidade, que devem atender às necessidades de informação dos investidores sempre que quiserem avaliar o valor da empresa.

Estamos cientes de que essas Normas de Divulgação de Sustentabilidade do IFRS, emitidas pelo ISSB, também devem ser compatíveis com os requisitos específicos da jurisdição, incluindo aqueles destinados a atender às necessidades mais amplas de informações das partes interessadas.

A Grant Thornton revisará esses documentos e fornecerá comentários por escrito ao ISSB para sua consideração. Dada a importância deste tópico para tantas empresas, incentivamos que qualquer entidade que possa ser impactadas por essas propostas de normas, agora ou no futuro, reserve um tempo para responder a esses EDs também.

QUER RECEBER NOSSO ESG TRENDS EM SEU E-MAIL?

Confira também:

View more