Artigo

Tecnologias de IA com maior valor agregado aos negócios

A jornada para uma inteligência artificial generalizada foi longa – mais de 80 anos, na verdade, como mostra nossa linha do tempo abaixo. Mas o ritmo da mudança está subitamente aumentando e a cada semana parece haver um novo anúncio sobre IA ou automação.

À medida que a IA se torna cada vez mais parte do nosso dia a dia - desde Alexa e Siri em casa até veículos semiautônomos nas estradas – mais empresas estão recorrendo a diferentes tipos de tecnologias como machine learning e inteligência preditiva.

Caberá aos líderes empresariais identificar maneiras de utilizá-las para aprimorar a experiência humana. Os CEO’s terão que desenvolver uma visão de como a IA pode fortalecer sua organização, seja para a criação de novos produtos e serviços, a automação de tarefas importantes ou a melhoria da experiência do cliente.

Descrevemos quatro tecnologias, que estão caminhando paralelamente aos objetivos gerais de negócios, nas quais a IA e a automação podem agregar valor e, inclusive, auxiliar a sua empresa nesse processo de transformação para um mundo mais habilitado à inteligência artificial. 

Veja também

Confira:
1) Eficiência na cadeia de fornecimento de entrega autônoma

Enquanto as compras online estão evoluindo, as operações de entregas desde o escritório de triagem até o cliente final apresentaram menos inovação. Para qualquer empresa com crescente demanda e falta de drivers, a entrega autônoma é uma nova tendência mundial notável.

Exemplo disso é o Kar-go, idealizado pelo empreendedor William Sachiti, que consiste em um veículo autônomo que pode entregar diversos pacotes usando um sistema de compartimentos que só abrem na presença do cliente correto. E se ninguém estiver em casa, o veículo poderá encontrá-lo se estiver na área de captação de entregas.

2) Economia de produtividade com soluções para viagens corporativas

A TripActions é uma agência de viagens corporativa que alega reduzir o tempo médio de reserva de um funcionário de uma hora para apenas seis minutos. Com uma avaliação de US$ 4 bilhões, a empresa de quatro anos trabalha prevendo as preferências de viagem dos usuários.

Uma combinação de machine learning, mineração de dados e tecnologia preditiva permite que o TripActions verifique as reservas anteriores de toda a equipe. O serviço também mantém automação nos horários dos voos, possibilitando remarcações caso os mesmos sejam alterados – essa funcionalidade é útil se você precisar chegar a algum lugar a tempo para uma reunião importante, por exemplo.

3) Processamento de precisão por robôs

A Small Robot Company é uma startup de tecnologia de agricultura de precisão com uma variedade de três robôs projetados para oferecer a precisão para fazendas de todos os tamanhos, que antes era limitada a territórios de pequenas dimensões.

Plantas individuais (em vez de campos inteiros) são gerenciadas e mantidas de acordo com suas necessidades, para que haja menos desperdício e menos impacto ambiental. Além de robôs movidos a eletricidade, em vez de veículos a diesel, todos os dados gerados são coletados e gerenciados, utilizando aprendizado de máquina e algoritmos para oferecer melhores rendimentos e maior sustentabilidade ao planeta.

4) Gerenciamento de backoffice através da automação

Pode não ser o aspecto mais destacado da IA, mas o RPA (Robotic Process Automation), que utiliza a tecnologia para automatizar processos de rotina de back-end, é a maneira mais fácil para muitas empresas começarem a implantar a inteligência artificial.  

A britânica Thoughtonomy fornece essa capacidade para empresas em quase todos os setores da economia, de serviços financeiros a varejo. Sua força de trabalho virtual substitui humanos executando funções repetitivas, aumentando a produtividade e a assertividade nas execuções de tarefas.

Aplicação da inteligência artificial no Brasil

O desenvolvimento de soluções com inteligência artificial aplicada tem avançado no mercado brasileiro nos últimos anos. De acordo com o relatório AI Index 2019, da Universidade de Stanford, o Brasil foi um dos cinco países que apresentou maior crescimento na contratação de IA entre 2015 e 2019.

Esse potencial é impulsionado, segundo o relatório, pela implementação de sistemas de reconhecimento facial (principalmente em estabelecimentos criminais e aeroportos) e por tecnologias atribuídas aos tribunais com foco na tomada de decisões automatizadas, identificação de inconsistências em dados legais, análise de processos de contratação, comércio e investimentos nacionais.

Também é comum observar a evolução da IA em empresas brasileiras dos setores financeiro e healthcare, além do constante surgimento de startups com a proposta de facilitar a adoção de novas tecnologias por empresas mais tradicionais.

Na visão do sócio de Consultoria em Transformação Digital da Grant Thornton Brasil, Mauricio Castro, as empresas brasileiras estão demonstrando um elevado grau de maturidade para implementar inteligência artificial nos negócios. “Quando nos comparamos com empresas de países mais desenvolvidos percebemos que ainda temos muito espaço para evoluir, mas o importante é perceber que caminhamos para um processo constante de mudança cultural e de mindset das lideranças para a evolução tecnológica nos negócios”, afirma.

Para sustentar esses avanços, o governo brasileiro tem discutido a instituição de uma Política Nacional de Inteligência Artificial que estimula a formação de um ambiente favorável ao desenvolvimento dessas tecnologias. O Projeto de Lei proposta que está em tramitação no Senado (nº 5.691/2019) traça princípios e diretrizes como: o respeito aos direitos humanos, a proteção da privacidade e dos dados pessoais, o estabelecimento de padrões éticos para o uso da IA, o estímulo a investimentos públicos e privados em pesquisa e desenvolvimento de IA, melhoria da qualidade e da eficiência dos serviços oferecidos à população, a promoção de cooperação e interação entre os setores público e privado, o intercâmbio de informações e a colaboração entre especialistas e instituições nacionais e estrangeiras, dentre outros.

Quer saber como podemos auxiliar a sua empresa?