Transações

Futuro do setor de Private Equity

O setor de capital privado (PE) continua a se sair bem apesar dos desafios. Ativos sob administração atingiram $2,5 trilhões. Os principais mercados estrangeiros como Europa e Ásia estão fortes. 

Ao mesmo tempo que se há mais dinheiro há mais jogadores competindo 
por um número finito de negociações de alto desempenho, aumentado múltiplos de avaliação. Empresas maiores estão se movimentando a favor da corrente para transações, e mais líderes estão buscando estratégias de aquisição add-on [para agregar valor]. Já que investidores cada vez mais sofisticados demandam desempenho exemplar e o setor de PE sentiu a necessidade de fazer mais e mais rápido. Todos os fundos, seja qual for o tamanho, podem ganhar recompensas por identificar oportunidades para criação de valor e lidar diretamente com a natureza cada vez mais competitiva do negócio. 

Um fator positivo tem sido os planos da administração de Trump para a economia, que incluem regulamentação reduzida e uma atenuação potencial — no setor de investimento alternativo em particular — de normas atuais que exigem que empresas gerenciem fundos privados de $150 milhões ou mais para se inscrever na SEC. A adoção de reforma tributária corporativa liberaria caixa para negociações e o aperfeiçoamento da infraestrutura daria um impulso para o setor e a economia geral. É verdade que as taxas de juros poderiam subir, porém a indústria ainda provavelmente operaria em um ambiente com baixa taxa de juros onde investidores buscam maiores retornos que o PE pode produzir.

Por outro lado, a administração pode buscar eliminar juros transitados, que poderia ser um revés. E embora a regulamentação possa estar relaxada nos EUA, a tendência geral global, especialmente desde a crise financeira, tem sido em direção a mais regulamentação. É claro, entre indústrias haverá vencedores e perdedores. O setor de exploração e produção pode se beneficiar de políticas do governo, enquanto investimento em energia alternativa poderia se tornar menos atraente.

De modo operacional, o PE enfrenta diversos desafios. A concorrência por talento cresceu. Algumas empresas se defasaram na automação de processos comerciais, enquanto outras estão atrasadas na introdução de data analytics e plataformas digitais. 

Os líderes de PE de hoje devem buscar crescimento sustentável e dos resultados tanto no fundo quanto nas empresas de seu portfólio. Para prosperar, eles devem entender o ambiente regulatório e equilibrar os riscos e oportunidades apresentados por avanços na economia e tecnologia digital. 

Confira a pesquisa exclusiva da Grant Thornton US sobre o futuro do setor de Private Equity.

Em caso de dúvidas, entre em contato com nossos especialistas da área de Transações e Financeira.

 

Receba nossas informações:

Veja conteúdo completo
Download PDF [ 1017 kb ]

Veja nossos conteúdos