Global reach

PT-BR EN
IFRS

IFRS 9 – Auditoria de Prejuízos Esperados de Crédito

O Comitê Global de Política Pública (GPPC), um fórum global de representantes das seis maiores redes de contabilidade internacional, lançou 'A Resposta do Auditor ao Risco de Distorções Materiais às Estimativas de Prejuízos Esperados de Crédito em face da IFRS 9' .

Esse Documento é direcionado aos comitês de auditoria de instituições financeiras sistematicamente importantes e representa as visões consensuais dos membros do GPPC em relação às principais considerações para auditores de bancos sistemática e globalmente importantes. As visões contidas no Documento também podem ser de interesse mais amplo a outras instituições financeiras.

Implementando a IFRS 9 em um padrão elevado

A apresentação do requisito para estimar prejuízos esperados de crédito (ECL) em face da IFRS 9 ‘Instrumentos Financeiros’ marca uma mudança significativa nos relatórios financeiros dos bancos. Dada a importância dos bancos em mercados de capital global e a economia mais ampla, é importante que os participantes de mercados de capital acreditem que os bancos estão implementando a IFRS 9 em um padrão elevado, produzindo estimativas nas quais os usuários de demonstrativos financeiros possam confiar. As equipes de gerência de bancos, comitês de auditorias e auditores, todos eles desempenham papéis essenciais.

Bancos Sistematicamente Importantes (SIBs)

Este Documento tenta prever o objetivo de procedimentos de auditoria de alta qualidade nas estimativas e divulgações referentes à ECL de acordo com a IFRS 9 e ISA 540 para carteiras importantes nos Bancos Sistematicamente Importantes (SIBs). O Documento começa discutindo determinados conceitos que são fundamentais à auditoria de estimativas de ECLs, seguido pelas seguintes seções:

  • políticas contábeis
  • procedimentos e controle interno
  • sistemas de informações
  • modelos
  • opiniões razoáveis e sustentáveis
  • divulgações de demonstrativos financeiros.

Além disso, cada uma dessas seções discute as implicações para o banco e as implicações para o auditor. No que tange às implicações para o auditor, cada uma das seções enfoca a importância de (a) conhecimento suficiente do auditor, (b) sua avaliação sobre as opiniões do banco, (c) testes de exatidão e coerência e (d) avaliação da estimativa do banco quanto às tendências.

Por fim, o documento inclui uma lista de perguntas que os comitês de auditoria podem querer discutir com seus auditores.

Se desejar discutir sobre qualquer área contida neste documento mais detalhadamente, entre em contato com nossa equipe de especialistas.

Receba nossas informações:

Acesse conteúdo completo
Download PDF [ 384 kb ]

Acesse nossos conteúdos