Artigo

IFRS 15 e os principais impactos para o setor da construção civil

Contabilizar a receita no setor da construção envolve desafios únicos, desde lidar com a forma de contabilizar pedidos de alteração frequentes e identificar custos incorridos que não representam o progresso feito em direção à conclusão, até determinar se um bem ou serviço prometido é parte de uma obrigação de desempenho maior.

A IFRS 15, ‘Receita de Contratos com Clientes’, publicada em substituição ao IAS 11, a IAS 18 e algumas Interpretações relacionadas a receitas fornece orientações significativas. Todas as transações dentro de seu escopo aplicarão um único modelo baseado em controle centralizado, em torno das seguintes 5 etapas:

  1. Identificar o contrato com um cliente;
  2. Identificar as obrigações de desempenho;
  3. Determinar o preço da transação;
  4. Alocar o preço da transação para as obrigações de desempenho;
  5. Reconhecer a receita quando (ou à medida em que) as obrigações de desempenho são atendidas.

Todas as entidades, especialmente aquelas com contratos de duração superior a um ano, serão obrigadas a fornecer informações adicionais além das que são atualmente exigidas. Como resultado, os sistemas e processos precisarão capturar e resumir as informações incrementais necessárias para atender aos novos requisitos.

Neste boletim você encontrará os principais aspectos relacionados aos novos requisitos e o que eles significarão para o setor da construção.

Para mais informações, entre em contato com a nossa equipe de Real Estate e Construção Civil.

Baixe o conteúdo completo
Download PDF [ 10728 kb ]