• Empresário brasileiro cai 12 posições em ranking global de otimismo

Lentidão na tramitação da reforma da Previdência e no ritmo da atividade econômica foram os principais fatores para a queda, segundo levantamento da consultoria Grant Thornton

Depois de um primeiro semestre marcado pela lentidão na tramitação da reforma da Previdência e por frustrações no ritmo da atividade econômica, os empresários brasileiros caíram 12 posições em um ranking global de otimismo elaborado pela consultoria e auditoria Grant Thornton, como parte do estudo International Business Report (IBR).

Confira a matéria completa →