Global reach

PT-BR EN
Business Process Solutions

A terceirização do BPS contribui diretamente no Compliance

Denis Satolo Denis Satolo

Cada vez mais as empresas – sejam elas públicas ou privadas – têm investido em programas de Compliance, cujo objetivo é fazer cumprir normas, leis e diretrizes internas, como também agir com transparência e ética, além de trabalhar na prevenção de desvios e irregularidades que possam prejudicar a imagem e a credibilidade destas instituições.

Mas o ponto crucial é: como as empresas podem atuar de forma assertiva nestes programas de Compliance?

Neste caso, podemos dizer que uma das principais ações estratégicas seria terceirizar os serviços ligados ao back office. Isso porque esta seria a maneira mais eficaz para cumprir as normas e as seguir de forma correta perante o mercado como um todo, de maneira independente, com credibilidade e transparência.

Segundo levantamento da Association of Certified Fraud Examiners (ACFE), publicado no portal IT Forum 365, os programas de Compliance inexistentes ou incipientes expõem as empresas a riscos, entre eles, o seu fechamento, perda de clientes, restrição de acesso a crédito, danos de reputação junto a fornecedores e clientes, gastos com multas, punições e custos elevados com advogados de defesa, como também, os prejuízos financeiros alavancados pelas fraudes, responsáveis por uma perda média de 5% do faturamento das instituições.

Por isso, as companhias devem realizar esta contratação de forma minuciosa, já que é preciso fazer este processo de terceirização com uma consultoria muito bem estruturada, renomada e experiente para que possa dar garantias e integridade dos processos, assim como seguir a legislação de forma rigorosa.

Além disso, há os ganhos em relação ao tempo e investimento dos executivos-chave das empresas, uma vez que a terceirização desta parte administrativa dará a oportunidade de priorizar questões ligadas à gestão do negócio, processo criativo e inovação, além de melhorias do seu serviço ou produto.

A tecnologia também tem papel fundamental em garantir um processo eficiente de Compliance. Isso porquê, unindo ela aos serviços de back office, as instituições passarão a identificar com antecedência quais os riscos inerentes a seu negócio, encontrando assim, soluções para bloquear qualquer tipo de consequência negativa para a organização.  

Ainda entre os ganhos desta contratação, podemos citar o entendimento e a constante atualização destas consultorias em relação às regras e normas contábeis, normas tributárias e à legislação em si. Mais do que isso, o escritório de grande porte poderá atuar de forma mais flexível para adequar às normas ao processo de governança da empresa.

Por fim, a empresa poderá contar ainda com especialistas em diversas áreas, por exemplo, impostos, trabalhista, previdenciário e controles internos, o que em uma organização de médio porte não é uma opção viável de ter tais especialistas, tendo em vista o custo envolvido. O que acontece é que muitas companhias acabam escolhendo contratar profissionais de cunho mais generalista que acabam por não atender as expectativas e expor estas empresas a diversos riscos.

Clique aqui e veja de que forma a Grant Thornton pode auxiliar sua empresa e os processos de Compliance

Acesse nossos conteúdos